Vacinação para jovens a partir de 12 anos com comorbidades teve início nesta quarta-feira (14) em São Leopoldo

Município do Vale dos Sinos é o primeiro a realizar a imunização de menores de idade

“Estou muito feliz por ser a primeira vacinada menor de idade. É um privilégio estar sendo vacinada nesse momento”. É dessa forma que Fabiane da Silva Koppenhagem, 16 anos, descreve o sentimento de ser a primeira jovem menor de idade a tomar a vacina no Rio Grande do Sul. A vacinação teve início na EMEF Irmão Weibert durante a tarde desta quarta-feira, 14 de julho. O município começa a vacinar jovens com comorbidades a partir de 12 anos.

A imunização deste público ocorre através de cadastro que pode ser realizado pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdc_Gv1KwqcZSZdsWrpxeSRDvEbkJeAVtbED2eSDM4EnFDakg/viewform

Após o cadastro, a Secretaria de Saúde entra em contato e marca um horário para realizar a vacinação. Até o momento, foram realizados mais de 300 cadastros. Presente na escola Irmão Weirbert, o secretário de Saúde, Marcel Frison, ressalta a importância de aguardar o contato da secretaria. “Não é para fazer o cadastro e correr para fazer a vacina. É preciso aguardar que nós entraremos em contato para realizar o agendamento”, enfatiza o secretário.

Moradora do Bairro Campina, Fabiane, a primeira vacinada, possui uma doença cardíaca que a acompanha desde o nascimento. Ela compareceu no local de vacinação acompanhada da mãe, Elisangela Gomes da Silva, 43 anos, que não escondia a alegria de ver a filha vacinada. “Em casa, infelizmente, todos nós acabamos contraindo a covid-19 durante a pandemia. Por sorte, só tivemos sintomas leves, porém o medo pela Fabiane era enorme, visto que ela possui essa doença no coração”, revela Elisangela.

Acompanhado da mãe, Cintia Marques da Silva, 41 anos, e da irmã mais nova, Isa, 6 anos, Luã Marques Dionísio, 15 anos, tomou a primeira dose pouco depois de Fabiane. O estudante da escola Visconde de São Leopoldo e morador do bairro Santos Dumont, é asmático e revela sentir um alívio após tomar a primeira dose. “Gosto de praticar esportes e a pandemia limitou essas práticas. Agora estou mais seguro para retomar essas atividades”, conta o menino. A mãe de Luã ressalta o sentimento de felicidade ao ver seu filho sendo vacinado. “Agora fico mais aliviada e com um sentimento de segurança muito maior”, conta Cintia.

Gabriel Soares de Mello, 12 anos, foi realizar a primeira dose da vacina acompanhado da mãe Gabriela de Vargas Soares, 40 anos, e do pai Elisandro de Mello, 44 anos. Feliz, o menino cadeirante conta animado que não esperava tomar a vacina no dia de hoje, pelo fato da mãe ter o inscrito para fazer a vacina pela manhã. “Foi uma surpresa muito boa, eu fiquei super animado quando soube que tomaria a vacina”, ressalta Gabriel com um sorriso no rosto.

Em meio a pandemia, a família de Gabriel mudou-se para o Bairro Feitoria. Antes, viviam em Campo Bom, cidade onde o menino ainda realiza as suas aulas de forma remota. “Com o retorno das aulas presenciais, pretendemos matricular o Gabriel na escola Caic Madezatti, no bairro Feitoria”, conta a mãe do menino.

Gabriel nasceu sabendo que não poderia andar, porém seus pais mantêm-se esperançosos nos avanços da ciência e, além disso, educam Gabriel de forma que ele seja independente e não deixe a cadeira de rodas limitá-lo.

A Secretaria de Saúde ressalta que é preciso seguir tomando todos os cuidados mesmo após a primeira dose. A imunização completa só ocorre após a segunda dose e é somente após ela que torna-se possível garantir maior segurança ao imunizado.

Com grande procura, São Leopoldo cumpre calendário até 32 anos e aguarda novas doses para seguir ampliando a faixa etária

Anunciado na última sexta-feira (09) em live com a participação do prefeito Ary Vanazzi e do secretário Marcel Frison, responsável pela Secretaria Municipal de Saúde, o município de São Leopoldo concluiu hoje, 14 de julho, o calendário de vacinação contra a covid-19 para 32 anos ou mais sem comorbidade e aguarda o recebimento de novas doses para seguir ampliando o público da vacinação. As doses chegaram a esgotar no meio da tarde de hoje e senhas foram distribuídas no Ginásio Municipal.

[Foto: Valentin Thomaz. Mtb 19.048 | Texto: Guilherme Santos, estagiário de jornalismo | Jornalista Responsável: José Luís Zasso. Mtb 17.341 | Scom/PMSL]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: