PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA ESTAÇÃO EDUCAR, DA TRENSURB, TEM MAIS DE 600 INSCRITOS

Realizado em parceria com o Senai-RS, programa oferece anualmente curso de assistente administrativo a 40 jovens de famílias de baixa renda.

As inscrições para as turmas de 2022 do Programa Estação Educar, da Trensurb, contaram com o registro de 656 candidatos. 100 deles foram sorteados para participar da etapa seguinte, classificatória, de comprovação de requisitos. Essa etapa encontra-se em andamento e deve ser concluída até o fim do mês. O resultado do processo seletivo será divulgado até 10 de dezembro. Realizado pela empresa metroviária em parceria com o Senai-RS, o Estação Educar oferece aprendizagem profissional a 40 jovens de famílias de baixa renda por meio do curso de assistente administrativo, com duração de 800 horas-aula.

Os participantes devem: ter no mínimo 14 anos completos na data da contratação e 24 anos incompletos na conclusão do curso (a idade máxima prevista para inscrição não se aplica às pessoas com deficiência); ter concluído ou estar matriculado e frequentando escola em cursos regulares do ensino médio; ter disponibilidade para cumprir integralmente a carga horária de quatro horas diárias; ser membro de família de baixa renda (conforme critérios do edital); não ter participado anteriormente de programa de aprendizagem da Trensurb; residir em um dos municípios atendidos pelo metrô (Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo).

As atividades do curso, desenvolvido na Escola de Educação Profissional Senai Visconde de Mauá, em Porto Alegre, contemplam os seguintes conteúdos: rotinas de organização de documentos, atividades de apoio na área administrativa, organização de escritório, português aplicado, informática básica, comunicação e expressão, atendimento ao cliente, gestão de pessoas, departamento de pessoal, legislação, estrutura organizacional, fundamentos básicos de logística e processos de compras. A Trensurb oferece, ainda, aos aprendizes: remuneração de acordo com o salário mínimo-hora nacional, vale-transporte, vale-refeição e assistência odontológica. Mais informações podem ser consultadas na página do Programa no site da Trensurb.

Foto: Amanda Barros/Arquivo Trensurb

Outras informações:

Jânio Ayres – Jornalista – Mtb 7760
Gerente de Comunicação Integrada, Trensurb

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: