Funcionários da RGE recebem imunização contra covid-19

Essencial para todas as atividades, a empresa de energia elétrica RGE recebeu nessa terça-feira (7) um posto avançado da Secretaria da Saúde (Semsad) para a imunização de seus empregados. A empresa, que tem em São Leopoldo sua sede principal do Estado, é responsável pela energia consumida por 65% dos gaúchos.

Um dos primeiros a receber a vacina foi o eletricista Rafael Nunes, de 36 anos. Acostumado a trabalhar com as chamadas linhas vivas, que chegam a até 36 mil volts de potência, Rafael não se incomodou com a agulha. “De forma alguma, hoje é uma nova história, um momento de alegria”, ressaltou o morador do bairro Duque de Caxias.

Para o também eletricista Fernando Goulart, de 35 anos, a imunização trouxe a memória do tio, falecido aos 50 anos vítima do novo coronavírus. “Vacina é a esperança de um novo momento, de deixar para trás dias tristes como eu vivi. A gente sente mais quando é perto. Agradeço por chegar essa hora”, relatou emocionado.

A iniciativa foi destinada para quem tinha 35 anos ou mais. De acordo com a Semsad, havia 93 cadastrados aptos a receber. A RGE conta com um quadro de 600 funcionários. Boa parte deles, já imunizados. A consultora de negócios Elisandra Castro saudou a ação e a parceria com o poder público. “Aqui sempre contamos com o apoio da Prefeitura. É a cidade que nossa empresa escolheu como sede. Quem ganha é a sociedade”. Elisandra destacou também que o cuidado com os funcionários é algo constante na empresa. “A RGE faz um acompanhamento diário da saúde de cada colaborador. Ao ligar o computador, uma pesquisa sobre a saúde aparece na tela. Qualquer variação é imediatamente acessada pelo setor de medicina ocupacional. Caso haja necessidade de afastamento, a empresa faz o acompanhamento das condições”, relatou.

Os funcionários administrativos foram autorizados a trabalhar em casa desde março de 2020.

A Prefeitura montou pontos avançados nas empresas com maior número de funcionários realizou cadastro, em parceria com o Sesi, para as demais indústrias. Mais de 2 mil pessoas foram beneficiadas com as ações integradas entre poder público e iniciativa privada em São Leopoldo.

[Foto: Valentin Thomaz. Mtb 19.048 | Texto: Romeu Finato. Jornalista Mtb. 12.042 | Scom/PMSL]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: