Esperança em dose tripla na vacinação de adolescentes

A gerente administrativa Giselly Morcelli tirou a tarde para levar os filhos Gabrielly, 14 anos, e os gêmeos Herick e Raíssa, de 16, para a vacinação. Moradores do bairro Santa Tereza, aproveitaram a oportunidade para se imunizar em família. O mais ansioso do trio era Herick. “Sinto saudade da escola, dos amigos e do serviço”. Ele trabalhava como jovem aprendiz e se viu obrigado a largar o emprego por conta dos riscos de contaminação pela covid-19.

A notícia da vacina para maiores de 12 anos, que iniciou na quarta-feira em São Leopoldo, trouxe um alento para a família. “Pedi folga no meu trabalho e fui atendida. Esse é um momento aguardado. Estávamos todos numa grande expectativa”, ressaltou Giselly.

Moradora do bairro Santo André, Patrícia Breda trouxe a filha Maria Clara, 13 anos, para ser imunizada. Para dar segurança, Maria Clara se abraçou na boneca Simone no momento da aplicação. Patrícia elogiou a organização no agendamento. “Tudo funcionou bem. Logo que saiu a notícia do cadastro, entrei no site da Prefeitura. As crianças tem um ritmo diferente, demora mais para tirarem as roupas de inverno. Mas tudo isso faz parte. A fila fluiu rápido”, salientou.

A aplicação da vacina é feita mediante inscrição no site da Prefeitura. A Vigilância em Saúde retorna o contato com o horário da aplicação. Mais de 800 jovens se inscreveram até o momento. A meta da Secretaria da Saúde é aplicar 250 doses até a sexta. O trabalho será retomado na próxima semana se ocorrer reposição por parte do Ministério da Saúde. O link segue disponível https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdc_Gv1KwqcZSZdsWrpxeSRDvEbkJeAVtbED2eSDM4EnFDakg/viewform

A Secretaria da Saúde reforça que a vacinação só é realizada após o agendamento confirmado por contato telefônico. As famílias devem levar também os documentos que comprovem a comorbidade e o comprovante de residência.

[Texto e foto: Romeu Finato. Mtb 12.042| Scom/PMSL]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: