Mourão sobre Moraes: “Juiz não pode conduzir inquérito”

Vice-presidente critica atuação do ministro

Depois de participar da cerimônia de hasteamento da bandeira na terça-feira (7), o vice-presidente Hamilton Mourão fez um aceno ao presidente Jair Bolsonaro, ao criticar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

– Eu tenho ideia clara [de] que o inquérito que é conduzido pelo Alexandre de Moraes não está correto. Juiz não pode conduzir inquérito – avaliou o vice-presidente.

Em agosto, o ministro do STF incluiu o presidente da República no inquérito das fake news, gerando revolta entre os apoiadores do governo. Em seu discurso na terça, o chefe do Planalto disse que não vai cumprir decisões do magistrado e afirmou ser necessário “enquadrá-lo”.

Na avaliação de Mourão, “tudo se resolveria” se o inquérito nas mãos de Moraes passasse para os cuidados da Procuradoria-Geral da República. O atual PGR, Augusto Aras, é considerado um aliado político do Planalto.

– A gente precisa distensionar. Existem cabeças ali dentro [no Judiciário] que entendem que isso foi além do que era necessário Conversando a gente se entende – acrescentou o vice-presidente sobre a tensão entre Executivo e STF.

Nesta quarta-feira (8), Mourão não quis comentar os discursos feitos por Bolsonaro devido a uma “questão ética”, mas avaliou as manifestações como “expressivas”.

– É uma mudança isso aí porque as ruas sempre foram domínio da esquerda – declarou.

As declarações foram feitas antes de o vice-presidente embarcar para uma agenda na Amazônia. Devido ao compromisso, ele não deve participar da reunião de Bolsonaro com ministros no Conselho de Governo, que ocorre no período da manhã desta quarta-feira (8).

*Com informações da AE

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: