Vereadores pedem reabertura de agência dos Correios em Lomba Grande

A Câmara de Novo Hamburgo aprovou por unanimidade nesta quarta-feira, 21, moção de apelo aos Correios pela reabertura de agência no bairro Lomba Grande. A última unidade na zona rural do município teve suas atividades encerradas em 2017, como parte de um projeto de reestruturação física da empresa. A moção de iniciativa dos vereadores Cristiano Coller (PTB) e Gerson Peteffi (MDB) recebeu assinatura de todos os colegas do Legislativo.

Foto: Maíra Kiefer/CMNH

No documento, os parlamentares retratam uma população angustiada com as dificuldades provocadas pelo fechamento da agência. “Lomba Grande é um bairro que está distante de importantes serviços à população. Cerca de 50% de seus habitantes sequer contam com a entrega dos Correios na sua residência”, explicam os autores. Agora, os moradores precisam se deslocar até a agência central de Novo Hamburgo, distante quase 20 quilômetros da antiga unidade na rua João Aloysio Algayer, para coletar suas correspondências. 

Os vereadores destacam ainda que Lomba Grande possui mais de 10 mil habitantes e uma extensão territorial equivalente a dois terços da área total do município de Novo Hamburgo. “O posto local dos Correios é essencial para a distribuição de documentos, principalmente para os moradores das áreas mais afastadas. Dar possibilidade de acesso a serviços públicos é incentivar a atividade rural, e esta é a contrapartida mínima que esse povo precisa para dar continuidade à sua missão de cuidar da terra”, prosseguem os proponentes. 

Fala dos vereadores

Coller leu a moção na íntegra e destacou que, infelizmente, não há movimentação em querer abrir novamente a agência. “O povo de Lomba não recebe as correspondências em casa. Se deslocam ate o centro da cidade para buscar as correspondências. O município até se dispôs a ceder um espaço no bairro, para receber os documentos, mas os Correios não aceitaram. Trazemos aqui uma demanda da própria comunidade. Sabemos que não é fácil. Faltam funcionários. Tem a questão da privatização. Mas estamos correndo atrás”, destacou. 

Peteffi apontou que a criação de um posto central em Lomba Grande onde os moradores pudessem buscar as correspondências, contas e cartões já ajudaria na situação. Isso causa transtorno à comunidade e a nossa cidade é muito grande. Até a comunidade de São João do Deserto dá mais de 50 km ida e volta aqui para o centro. O pessoal merece um posto dos correio no centro de Lomba”, apontou o parlamentar. 

Felipe Kuhn Braun (PP) ratificou que a discussão na comunidade já existe desde 2017. O vereador destacou que muitas comunidades ficam mais distantes do centro de Novo Hamburgo do que de outras cidades vizinhas. “Muitas além de distantes, são de difícil acesso. É um bairro muito grande. Houve uma política de estado desde 2015, com a diminuição de postos dos Correios, mas uma parte do serviço púbico é servir as pessoas, além do lucro. Há, ainda, os subsídios cruzados, quando uma agência cobre a outra para não haver prejuízo”, defendeu. 

Vladi Lourenço (PSDB) lamentou a triste situação. “A população precisa muito deste posto”, disse. 

Joel Gross (PDB) deixou como sugestão ao Executivo designar ao prédio que já existe em Lomba um estagiário a fim de receber essas correspondências. “Seria um custo mínimo para suprir esta necessidade”, defendeu. 

Ricardo Ritter – Ica (PSDB) salientou que a situação não deve ser deixada assim. O parlamentar também destacou que algumas comunidades ficam localizadas longe do centro e que muitas pessoas não têm carro ou dependem de ônibus – em horários reduzidos – para se locomoverem. 

Enio Brizola (PT) saudou a iniciativa e pontuou que Lomba Grande vem sofrendo consecutivos fechamentos de aparelhos do Estado, como posto policial, correios e que, agora, risco de fechamento de escritório da Emater. “São três instituições muito importantes para a comunidade que muito contribui para a nossa cidade. Isso é a preparação para a privatização. Estão deixando a questão social de lado para operar nos serviços que dão lucro, sem interesse em comunidades longínquas. Correios privatizado será pior. Não é a primeira vez que trazemos essa pauta”, afirmou. 

Sergio Hanich (MDB) disparou que a situação é uma vergonha. “Mesmo disponibilizando um prédio sem custos, a resposta foi negativa. É falta de vontade em prestar esse serviço para a comunidade e isso, nós parlamentares, não podemos aceitar”, disse, complementando que todos os munícipes merecem ser atendidos igualmente. 

Cópias da Moção nº 66/2021serão enviadas ao presidente dos Correios, Floriano Peixoto Vieira Neto, ao superintendente da empresa no Rio Grande do Sul, Ruben Marcos Machado Arthur, ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, à bancada gaúcha no Congresso Nacional, à secretária de Comunicação do Estado, Tânia Moreira, e ao gerente da agência central dos Correios em Novo Hamburgo, Valdecir Sapper. “Os governos municipal, estadual e federal precisam se unir, caso preciso for, para garantir a manutenção do serviço dos Correios em Lomba Grande, reabrindo o posto local”, finalizam os vereadores. 

O que é uma moção?

A Câmara se manifesta sobre determinados assuntos – aplaudindo ou repudiando ações, por exemplo – por meio de moções. Esses documentos são apreciados em votação única e, caso sejam aprovados, cópias são enviadas às pessoas envolvidas. Por exemplo, uma moção louvando a apresentação de determinado projeto no Senado pode ser enviada ao autor da proposição e ao presidente daquela casa legislativa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: