São Leopoldo Fest 2021 apresenta cine drive-in no Largo Rui Porto

Durante a São Leopoldo Fest 2021 será exibida uma seleção de filmes em formato especial de cine drive-in no Largo Rui Porto. As sessões serão realizadas nos dias 24, 25, 31 de julho e no dia 1º de agosto, sempre às 19h. O evento é uma realização da Prefeitura de São Leopoldo com o Sesc-São Leopoldo e apoio do Curso de Realização Audiovisual da Unisinos (CRAV).

A entrada será gratuita e já está aberta a reserva de ingressos pela página da Secult no Sympla, limitados ao número de vagas disponíveis. No local, haverá um posto de coleta da campanha solidária de doação de alimentos não perecíveis.

Os títulos selecionados são: Legalidade, de Zeca Brito; Fragmentos ao Vento: 1945, de Ulisses da Motta; O Gritador, de Ulisses da Motta; UmGrito.Doc, de Ulisses da Motta; Cá com os meus Botões, de Murilo Bittencourt; Interrogatório, de Raul Fontoura; Um Breve Estado do Ser Humano, de Lucas Bastos; Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles; O homem do futuro, de Cláudio Torres.

A escolha dos filmes reforça o tema da 29ª edição da São Leopoldo Fest: “Uma festa solidária rumo aos 200 anos”, em que se comemora a história, a imigração alemã e a construção da cidade. Ao completar seus 197 anos, São Leopoldo dará início aos preparativos para o Bicentenário.

A curadoria selecionou filmes com temáticas voltadas para histórias locais e regionais, que abordam elementos relevantes para a vida e para a construção de conceitos comunitários e solidários, relacionados ao contexto social e aos desafios atuais e futuros, a serem vencidos pela comunidade leopoldense.

“A presença do diretor Zeca Brito no dia 24, a divulgação do Bacurau, que é do Kleber Mendonça Filho, a divulgação de um artista local, que é Ulisses da Motta, de alunos do CRAV e a divulgação do filme do Wagner Moura vêm na esteira da valorização dessa rica produção artística do cinema nacional”, destaca o secretário de Cultura e Relações Internacionais, Pedro Vasconcellos.

De acordo com o secretário, a Secult e o Sesc têm como política a defesa da cultura brasileira e promoção do cinema nacional. “O cine drive-in da São Leopoldo Fest é um ato de resistência em defesa do cinema e dos artistas que estão tendo pouco reconhecimento do Governo Federal.

Escolhemos esta programação para reafirmar a importância do cinema brasileiro e do seu protagonismo no mundo, sua importância e sua qualidade. A valorização dos artistas do audiovisual e de toda essa rica produção do cinema nacional é essencial”, destaca.

Orientações
É preciso observar a indicação etária de cada filme. Além disso, serão permitidas até quatro pessoas em cada veículo.

Em função dos protocolos contra a covid-19, não haverá venda de bebidas ou alimentos durante as sessões. Haverá o controle da temperatura corporal na entrada, o uso obrigatório de máscaras e álcool gel.

Serviço:
Ingressos gratuitos: https://www.sympla.com.br/produtor/culturasaoleopoldo
Ponto de arrecadação de alimentos.

Protocolos Covid-19
Em função dos protocolos contra a covid-19, não haverá venda de bebidas ou alimentos durante as sessões.

Haverá o controle da temperatura corporal na entrada, do uso obrigatório de máscaras e de álcool gel.

A ocupação máxima por veículos será de, no máximo, quatro pessoas.

Público exclusivamente dentro dos veículos, vedada abertura de portas e circulação externa, exceto para uso dos sanitários.

Programação das sessões:
24/07 – 19h
14 anos
Legalidade, de Zeca Brito

25/07 – 19h
Livre
Curtas: Fragmentos ao Vento: 1945, de Ulisses da Motta
O Gritador, de Ulisses da Motta
UmGrito.Doc, de Ulisses da Motta
Cá com os meus Botões, de Murilo Bittencourt
Interrogatório, de Raul Fontoura
Um Breve Estado do Ser Humano, de Lucas Bastos

31/07 – 19h
16 anos
Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles

01/08 – 19h
12 anos
O homem do futuro, de Cláudio Torres

Cartazes dos filmes estão disponíveis no link https://we.tl/t-YghQBr12fU

[Texto: Vanessa Bueno – jornalista Mtb 11.299 | Scom/PMSL]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: