Grêmio vence o Aragua e segue para a próxima fase da Sul-Americana

Com gols de Léo Chú, Ricardinho, Darlan, Pepê e Elias (2x), Tricolor venceu os donos da casa por 6 a 2

A noite foi de Sul-Americana para o Tricolor. O Grêmio enfrentou o Aragua, em Caracas, na Venezuela e venceu de goleada, por 6 a 2, a partida válida pela 5ª rodada da competição. Os gols gremistas foram marcados por Léo Chú, Ricardinho, Darlan, Pepê e Elias (2x). 

Focados no Gre-Nal decisivo do Campeonato Gaúcho, que ocorre no próximo domingo, a comissão técnica optou por preservar os jogadores, colocando em campo nesta partida uma equipe jovem, em sua maioria formada por atletas oriundos das categorias de base. E os garotos fizeram bonito. Apesar dos minutos iniciais estarem equilibrados, a superioridade na partida foi total do Tricolor. Com 3’ jogados, o Grêmio chegou com uma trama entre Darlan e Leo Chú, mas ao tentar passar pela marcação, a defesa venezuelana conseguiu o corte. 

Três minutos depois, Léo Chú, pelo meio, avançou, passando pelos adversários e concluindo a gol. Gil defendeu em dois tempos. Em resposta, Farreras recebeu na direita e cruzou na área gremista, mas Chapecó fez a defesa com tranquilidade. 

Com 11 minutos jogados, Cortez fez um cruzamento da esquerda dentro da pequena área, mas a zaga cortou. Na sobra, Ricardinho ainda tentou e devolveu para o lateral, que colocou a bola novamente na marca penal, mas ela saiu pela linha de fundo. 

O Grêmio seguiu criando oportunidades no ataque. Aos 15’, Fernando Henrique fez um lançamento para Vanderson, que trabalhou com Pinares. O meia colocou na área e Ricardinho completou de cabeça. Por pouco não saiu o primeiro gol tricolor. 

Mas aos 19 minutos  os gremistas conseguiram efetividade. No lance, Vanderson cruzou da esquerda, Cortez ajeitou para Léo Chú, que recebeu e chutou. O goleiro venezuelano acabou deixando passar entre as pernas e a bola morreu no fundo das redes. 

O Aragua ensaiou uma resposta aos 26’, com um lançamento longo buscando Stephens, mas  Chapecó saiu do gol e afastou de cabeça. 

Passados 30 minutos, o Tricolor chegou e uma cobrança de escanteio. Cortez colocou no primeiro poste e Ricardinho subiu para desviar de cabeça para o fundo das redes, sem nenhuma chance de defesa do goleiro venezuelano. 

Na reta final da etapa inicial, aos 40’, o Grêmio tentou com uma jogada de contra-ataque. Pinares serviu Guilherme Azevedo, mas ao avançar, o atacante parou na marcação adversária. Em seguida, Ricardinho finalizou, mas mandou por sobre a meta. 

Três minutos depois, Ricardinho novamente, recebeu agora um passe na esquerda, partiu para o ataque e chutou na saída do goleiro, mandando a bola para as redes, mas a jogada já estava paralisada, devido a posição de impedimento do centroavante. 

O Grêmio voltou a campo com uma alteração: Jean Pyerre ocupou o ligar de Pinares.  

Nos segundos iniciais, Léo Chú fez uma boa jogada pela esquerda, foi a linha de fundo e cruzou para Ricardinho, que finalizou de primeira. Por pouco não saiu o terceiro gol. 

Aos 2 minutos, o Aragua conseguiu descontar com Stephens, que recebeu na direita, foi para o meio e chutou muito forte, conseguindo assinalar o primeiro gol venezuelano, no canto direito da meta gremista.  

A resposta gremista veio quatro minutos depois, quando Guilherme Azevedo acionou Darlan, que colocou a bola na área, mas o Gil saiu do gol e afastou o perigo. No lance seguinte, veio a efetividade. Depois de uma boa trama pela esquerda, Ricardinho cruzou rasteiro para Darlan, que chutou forte, estufando as redes e marcando o terceiro gol do Grêmio na partida, com 7 minutos jogados. 

Já com 11’, o Tricolor perdeu a chance de ampliar a contagem em uma chance clara de gol. Léo Chú cruzou na marca penal para Ricardinho, mas o centroavante tentou a finalização, mas pegou mal. 

Com 14 minutos, o técnico Tiago Nunes promoveu mais duas mudanças: Tirou Fernando Henrique e Guilherme Azevedo, colocando Victor Bobsin e Pepê. 

Pressionando no ataque, os gremistas ameaçaram novamente, desta vez com um bonito lançamento de Darlan para Vanderson. O lateral recebeu e tentou mandar a gol, mas Gil saiu da meta e defendeu, jogando para escanteio. 

O quarto gol do Tricolor saiu dos pés de Pepê. Jean Pyerre trabalhou com Léo Chú na esquerda e serviu Pepê, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol, com 23 minutos do segundo tempo. 

Mais uma alteração foi feita na equipe: saiu Darlan e entrou Victor Ferraz. 

Os donos da casa tentaram com Acuña alçando a bola na área, mas Rodrigues fez o corte, impedindo a continuidade do lance. Em resposta, Bobsin deu um bom passe para Pepê, que tocou para Ricardinho. O centroavante dividiu com o foleiro, que caiu para defender. 

O técnico Tiago Nunes fez sua última mudança na equipe. Elias ocupou o lugar de Ricardinho. 

Na reta final, aos 40’, Jean Pyerre quase assinalou o quinto, mas a bola explodiu na trave. Já os venezuelanos conseguiram marcar o segundo com Juan García, aos 43′.

Mas os gremistas ampliaram ainda mais a contagem. Nos acréscimos, Elias desceu pela direita e finalizou forte, marcando o quinto gol. Não demorou para o atacante ser mais uma vez efetivo. Pepê puxou um contra-ataque, invadiu a área pela esquerda e cruzou para Elias, que marcou de carrinho o sexto gol.

Final de jogo: Grêmio 6 a 2 sobre o Aragua. 

Com o resultado, Grêmio soma mais três pontos, atingindo 15 e consolidando a sua liderança e classificação à próxima fase. 

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: