TRENSURB LANÇA ANTOLOGIA DIGITAL DA POESIA GAÚCHA

Vídeos curtos com declamação de poesia por poetas contemporâneos serão publicados regularmente a partir de 1º de outubro.

Por meio do Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos (EMLsT), a Trensurb lança, na próxima quinta-feira (1º), o projeto Antologia Digital da Poesia Gaúcha. Regularmente, serão publicados nas redes sociais e nos monitores do Canal Você – presentes em trens e estações –, vídeos curtos, inicialmente, de poetas e, depois, de metroviários e usuários do metrô declamando poesias. O primeiro vídeo, publicado no dia 1º, será do poeta Élvio Vargas, assessor da Trensurb, membro da Academia Rio-Grandense de Letras e um dos organizadores do projeto. A Antologia tem apoio da Academia e também do Instituto Estadual do Livro e do Canal Você. Estão previstos, ainda, como parte da iniciativa: concursos de poesia, adesivagem de poemas nas estações e, ao final, o lançamento de um DVD e um livro.

O gerente de Comunicação da Trensurb, Jânio Ayres, relata que “a ideia do projeto surgiu buscando disseminar a poesia nesses tempos de pandemia, foi amadurecendo e agora se concretiza, iniciando neste período de preparação para a 66ª Feira do Livro de Porto Alegre, que também será online”. Ayres explica ainda: “Pretendemos que, após consolidada a primeira fase da Antologia só com poetas contemporâneos, tenhamos uma segunda fase com usuários do metrô e funcionários declamando seus poetas também”. O gerente comenta, também, que esse é mais um projeto que busca se conectar com o trabalho desenvolvido pelo Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos, “em busca de ampliar o alcance da literatura aos usuários do metrô, gerando mais interessados em livros e poesia”.

“Esse novo projeto da Trensurb busca levar a poesia gaúcha para o cotidiano de nossos usuários, pelas TVs nos trens e estações, e nas plataformas digitais da empresa, que somam aproximadamente 200 mil pessoas”, afirma o diretor-presidente da empresa metroviária, Pedro Bisch Neto. “Acreditamos que esse minuto de poesia vai ajudar no ‘clima’ do dia a dia das pessoas. Nosso público, já acostumado com tantas iniciativas sociais e culturais da empresa, merece sempre nossa atenção em todos os sentidos. Para além das melhorias no serviço, que estamos sempre em busca, isso também inclui, certamente, a arte da poesia”, conclui Bisch.

Presidente da Academia Rio-Grandense de Letras, Rafael Jacobsen explica que o estatuto da instituição estabelece como um de seus objetivos a “preservação e divulgação da obra dos escritores de nosso Estado, bem como promover debate e difusão de temas culturais”. Por isso, segundo ele, é dever da Academia “somar seus esforços a toda iniciativa que busque disseminar literatura entre a população”. Para Jacobsen, “o projeto Antologia Digital da Poesia Gaúcha persegue esse exato intuito e tem especial valor por duas razões a destacar: a primeira é que trata de poesia, talvez o mais belo e mais mal compreendido gênero textual, alvo de muito preconceito, até mesmo entre pessoas instruídas e que gostam de ler; em segundo lugar, tem um público-alvo extremamente amplo e diversificado, a saber, os milhares de usuários da Trensurb e seguidores da empresa nas redes sociais. Isso significa, em resumo, que este é um projeto que visa a popularizar aquilo que há de mais elevado em literatura, e a Academia não poderia ficar de fora”. O presidente da Academia conclui: “Sair da torre de marfim e transpor os muros de mármore da erudição e do saber acadêmico é essencial para que a poesia possa sobreviver – e florescer”.

A diretora do Instituto Estadual do Livro, Patrícia Langlois, avalia que “ao longo do tempo, a Trensurb, por meio do Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos, tem realizado um importante trabalho de promoção à leitura aos usuários do metrô”. Para ela, a Antologia “irá valorizar e ressaltar o trabalho dos escritores sul-rio-grandenses e aproximá-los do leitor. Os textos desses autores percorrerão os trilhos, chegando a milhares de pessoas diariamente”. Conforme a diretora, “o Instituto Estadual do Livro sente-se honrado por apoiar esse projeto, que está em consonância com a missão do Instituto”.

O Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos

Criado e mantido pela Trensurb desde dezembro de 2008, na plataforma de embarque da Estação Mercado, o Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos é uma biblioteca que conta com serviço gratuito de empréstimo de livros, além de espaço para exposições. Em março de 2019, o EMLsT ganhou uma unidade adicional no saguão da Estação Novo Hamburgo. Ampliado somente por meio de doações, o acervo conta com 9,5 mil exemplares (dos quais cerca de 2,3 mil estão na unidade hamburguense), disponíveis para os mais de 7 mil associados.

As unidades do Espaço Multicultural permanecem fechadas por tempo indeterminado devido à pandemia. Enquanto isso, os associados e interessados em conhecer o trabalho da biblioteca da Trensurb podem seguir a página do EMLsT no Facebook, enviar mensagens, acompanhar os conteúdos publicados diariamente e solicitar a renovação de livros já retirados.

Uma das principais atividades do Espaço Multicultural durante a pandemia tem sido a realização de lives com escritores por meio do projeto Estação Cultural – que, anteriormente, levava às dependências do metrô ações regulares como oficinas, apresentações musicais e cênicas. A live mais recente aconteceu na tarde de segunda-feira (28), tendo como tema a poesia feminina no Rio Grande do Sul e participação da poeta, ensaísta e professora Maria do Carmo Campos e da professora Maria Eunice Moreira. O vídeo do evento está disponível na íntegra no Facebook.

Outras informações:
Jânio Ayres – Jornalista – Mtb 7760
Gerente de Comunicação Integrada, Trensurb

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: