Operação da GCM auxilia trânsito pelas vias internas do Município

No primeiro dia de bloqueio na BR-116, no sentido capital-interior, para o andamento da obra de duplicação da Ponte do Rio dos Sinos, a Guarda Civil Municipal deu início em uma operação para organizar o fluxo de veículos.
Desde a noite de quinta-feira, 30 de setembro; a ação conta com quatro motos em quadrantes distintos na área central da cidade; mais cinco agentes a pé em pontos estratégicos, e são seis viaturas do turno dando suporte nas regiões mais conflitantes da cidade. Além disso, cinco agentes estão auxiliando no serviço do Centro de Comando e Monitoramento (Cecom) onde chegam em tempo real as imagens das câmeras de videomonitoramento, e três agentes estão fazendo o atendimento e suporte para a comunidade. Há sinalização de orientação em todas vias.
Conforme levantamento da Guarda Civil Municipal, foram atendidos 11 casos de acidentes leves, gerando apenas danos materiais. O diretor de trânsito da GCM, Claudio Dumom, também informou que a maioria dos casos ocorreu na área central da cidade, no trecho de desvio da BR 116. Na rua Osvaldo Aranha, um caminhão arrancou fios de telefonia estavam instalados de forma inadequada.
O bloqueio da ponte do Rio do Sinos ocorrerá até o dia 04 e outubro. A previsão é de que o trânsito seja liberado na manhã da segunda-feira. Já na pista do sentido Interior-Capital da 116, o sistema “pare e siga” no sentido interior-capital da BR-116, começou às 18h. Ao todo, serão oito bloqueios de 15 minutos cada, com intervalos de 25 minutos para o tráfego de veículos. O término está previsto para a 00h.
Desvios e bloqueios – Trânsito bloqueado na Dr. Hillebrand entre as ruas Ferraz de Abreu e a Leopoldo Freire Pinto, no bairro Rio dos Sinos. Há desvio, sentido bairro/Centro pela rua Leopoldo Freire Pinto, seguindo pela Marechal Rondon para chegar na ponte da avenida Mauá; 
– A avenida Dom João Becker está com trânsito bloqueado entre a avinda Mauá e ponte 25 de Julho;
A praça Tiradentes (atrás da Igreja Matriz) está apenas com acesso local;
No final da rua Marques do Herval, sentido Centro/bairro, é permitida apenas a conversão à direita que dá acesso para a avenida Dom João Becker e para a ponte Henrique Luís Roessler que está em sentido único até a rua Ferraz de Abreu, onde é obrigatório o acesso na rua Ferraz de Abreu para chegar na avenida Caxias do Sul;
A ponte 25 de Julho e a avenida Caxias do Sul também estão em sentido único do Centro ao bairro, a partir da avenida Dom João Becker.
[Fotos: Thales Ferreira – MTb 18.891 |Jornalista: Rodrigo Machado – MTb 14.433 |Scom/PM

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: