TRENSURB INSTALA CAIXA SOLIDÁRIA EM ACESSO À ESTAÇÃO MERCADO

Empresa aderiu a ação que estimula doação de alimentos. Primeira caixa foi instalada na terça-feira (15) e pelo menos mais uma deve ser disponibilizada em breve, na Estação São Leopoldo.

Além de ser uma questão de saúde pública, a pandemia de Covid-19 também tem afetado a renda de diversas famílias, colocando-as em situação de vulnerabilidade. Conscientes disso, diversas pessoas mobilizam-se em projetos de solidariedade para ajudar quem mais precisa durante a pandemia. Buscando dar força a essa onda de solidariedade, a Trensurb abraçou o projeto Caixa Solidária. Desde terça-feira (15), está instalada, junto a um dos acessos à Estação Mercado, localizado na Praça Revolução Farroupilha, uma caixa por meio da qual alimentos podem ser doados e retirados por aqueles que precisam. Nesta quarta-feira (16), gestores da empresa estiveram no local para realizar doações.

A iniciativa foi apresentada à Trensurb pelo metroviário Paulo Geitens, técnico de administração da Gerência Jurídica. Ele conheceu o projeto Caixa Solidária, que teve início em Portugal, por meio de amigos do Facebook e resolveu fazer sua parte para implementá-lo aqui no Brasil. “Eu sempre olhava as postagens no grupo do Facebook da Caixa Solidária e me emocionava com o que estava acontecendo por lá. Um dia, eles estavam conversando sobre colocar uma caixa solidária no aeroporto de Lisboa, para brasileiros que estavam por lá há dias, esperando por um vôo fretado pelo governo para voltarem para o Brasil, porque haviam perdido seus empregos em função do coronavírus. Muitos não tinham dinheiro nem para comer. Eu enviei uma mensagem agradecendo a solidariedade com o nosso povo, foi quando uma pessoa me questionou porque não colocávamos umas caixas solidárias aqui no Brasil. Esse questionamento me incentivou a dar o primeiro passo”, conta Geitens.

O projeto no Brasil teve início em São Leopoldo, onde mora o metroviário. “Lá em Portugal começou com uma caixa plástica, mas aqui precisava ser algo mais robusto para não levarem”, diz. “Fui em um ferro velho e achei um freezer expositor de bebidas. Com a ajuda dos vizinhos, colocamos a geladeira perto da minha casa, em uma avenida movimentada e distribuímos folhetos pelas residências em volta para o pessoal ficar sabendo do que se tratava”. Durante os três meses da iniciativa em São Leopoldo, mais de uma tonelada de alimentos ja foi doada por meio da Caixa Solidária.

Depois que a Direção da Trensurb conheceu o bom resultado em São Leopoldo, a empresa mobilizou-se para colocar as caixas nas estações, para que os usuários do metrô possam ter acesso a elas. “Assim que o Paulo nos apresentou esse projeto, colocamos esse assunto na pauta da nossa reunião operacional semanal, foi aprovada a ideia e planejamos as datas de execução e os responsáveis pelas atividades”, relata o diretor de Operações da Trensurb, Luis Eduardo Fidell. Segundo ele, “a expectativa é fazer a solidariedade fluir através dessa caixa e que isso beneficie muitas pessoas”. Fidell afirma ainda que “a próxima caixa será instalada na Estação São Leopoldo com possibilidade de expansão para outras estações”.

Foto: Amanda Barros/Trensurb

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: